Acontecimentos, sentimentos e como lidamos com tudo isso

Um senhor, pensativo em uma janela. "reprodução Pixabay".
Reading Time: 2 minutes

Afinal, oportunidades aparecem, vez ou outra. E com toda certeza, precisam ser aproveitadas.

Acontecimentos, sentimentos e como lidamos com tudo isso
Por Wenderson Cruz
Em 13/02/17
Tem coisas boas que acontecem em nossas vidas que nem é bom tentar entender.
Simplesmente acontecem e pronto.

O que podemos, é viver, aproveitar o momento e ter a certeza de que a sorte não vem ao mesmo tempo para todos.
Porém, ela sempre chega em algum momento. A se chega.
Afinal, oportunidades aparecem, vez ou outra. E com toda certeza, precisam ser aproveitadas.
Igual aquele seu dia em meio a correria rotineira em que tens a oportunidade de aproveitar aquele solzinho da manhã.
É uma oportunidade quase única, não é?
Porém, caso não consiga aproveitar tal momento, sempre há um novo dia.
Quanto as tais oportunidades, vai saber se aparecerão em sua vida novamente?
Aproveitando ou lamentando:
Sou o tipo de pessoa que não gosta de expressar publicamente de forma clara e insistente minhas felicidades e tristezas.
Sei lá.
Claro que vai de pessoa para pessoa.
Mas, muita felicidade e demonstração exagerada em redes sociais ou em sociedade,por exemplo.
Para alguém de ego frágil que está tentando alcançar um objetivo com dificuldades,
ou, talvez nem tenha tomado atitude alguma para correr atrás de tais,
observando tua felicidade, pode se tornar motivado, como também se sentir inferior e desanimado.
Certeza! Felicidade é algo redundante…
Agrada alguns amigos que te querem bem e outras pessoas afins que lidam perfeitamente com progresso.
Incomodam inimigos, com os quais não nos afetamos quase nunca.
Mas também, podem afetar seres de ego frágil ou em estágio de mudança e desenvolvimento.
Aí você me diz:
– Então eu tenho que me limitar em compartilhar meus sentimentos pensando naqueles que podem se sentir afligidos?
Acredito que não. Mas saber controlar pode ser essencial.
Sei lá, acredito que não precise esfregar na cara de ninguém que é muito feliz.
Mas também, não há necessidade de esconder.
Seu jeito e pequenos atos moderados mostram isso, por si só.
E as tristezas, em?
Incomodam da mesma forma.
Vejam só as redes sociais:
Não incomodam?
Não é que queiramos observar tudo equilibrado sempre. Mas ter moderação quanto a tais expressões é importante!
Nós, escritores privilegiados…
Todos acontecimentos ou sentimentos, viram obra.
Sabe aquela preocupação com o próximo? Talvez eu a leve a sério de mais.
Gosto de incentivar, mas não de constranger!
Colegas e amigos, conheço um pouco de cada um.
Mas os que não conheço?
Por isso, a necessidade de moderar e não esconder.
Que nossas felicidades sejam incentivo para aqueles que ainda não a alcançaram.
E nossas tristezas sejam lição para aqueles que se encontram ou se encontrarão em uma caminhada semelhante a nossa!
Todos precisamos nos expressar e por vezes, conversar com alguém.
Seja para compartilhar nossos êxitos ou decepções.
É bom ter alguém para ouvir e orientar às vezes.
E também, para que te ouça e fique feliz com você, sempre que possível.
E claro, te puxar as orelhas quando necessário!
Muita paz.

Autor: Wenderson

Cronista, locutor, universitário, apreciador assumido de R&B, POP e MPB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *