Flor

Uma reflexão complexa, que a poucos anos atrás, eu somente responderia:
Sim, sem sequer me ater a complexidade de tal comparação.
Flor
por Wenderson Cruz
em 16/11/18

Em dado momento, ela me pergunta:
Então você me compara a uma flor?
Silêncio…
Logo me pus a pensar. E respondi:
Tendo a flor como objeto tão breve, dependendo de sua fragilidade, não.
Podendo a ter como a decoração de ambientes, beleza, delicadeza e afins, sim.
Uma reflexão complexa, que a poucos anos atrás, eu somente responderia:
Sim, sem sequer me ater a complexidade de tal comparação.
Flor, que tenha beleza, suavidade, perfume.
Porém, breve…
Fato que, não quero que seja de tal forma, com tal beleza que agora observo e tenho a felicidade de ouvir.
Flores…
Arrancadas da terra, algo que parece ser tão, brutal.
Por que não, observar, sentir, admirar, sem tantas modificações?
Livre… é como quero que sejas.
Flores. Independente de onde, quando e como estejam, continuam a conservar sua beleza.
Cabe a sensibilidade. Quem me dera, que fosse eterna…
Façamos.
E aí: O que você é?
Uma noite de lua e suas fases, o reflexo do azul do mar, pura tempestade, um vulcão em erupção,
uma constelação inteira de estrelas a brilhar, uma vez que sua beleza não se compara ao brilho de uma única, porém muitas…
O entardecer tranquilo de verão, ou o complemento de um belo jardim.
Nada será tão válido, uma vez que você não busque o valor de cada item.
Incomparável…
Permita-se!

Autor: da redação

Cronista, locutor, universitário, apreciador assumido de R&B, POP e MPB. Respira o romance 24:00. Por isso, embarca em dois romances incompletos, os quais um dia sonha em terminar. Atualmente sustenta uma coluna pública no site Recanto das Letras, e escreve com mais liberdade em seu próprio blog. Já tentou ser músico, se aventurou em meio ao teatro, e ainda arrisca algo no meio humorístico. Adepto a produção publicitária, se descobriu locutor na maior idade, e faz disso um complemento a todo o seu trabalho. Apaixonado pela literatura antiga, mas não abre mão de obras atuais para passar o tempo, por mais que esteja constantemente garimpando por obras inspiradoras, e as encontrando. Admira escritores que se destacam em descrever com perfeição os sentimentos, e faz disso sua inspiração. Gosta de viajar, conhecer novas pessoas, se aventurar em meio a novos assuntos, se inspirar e escrever sobre tudo aquilo que tem oportunidade. Ama a vida, admira sorrisos sinceros, se dedica em ajudar em tudo que esteja ao seu alcance, e luta diariamente por um mundo melhor. Vive com todos e por todos, em uma união de equilíbrio, paz e luz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *