Procurando um lugar

O quanto você procura?
Já imaginou sua vida tendo influências sobre outras vidas no futuro?
É sobre isso que Wenderson disserta em mais essa crônica.

Procurando um lugar
Por Wenderson Cruz
Em 09/02/17

A poucos dias, terminei de ler Em busca de abrigo, da autora Jojo Moyes.
Com isso, entendi que todos precisamos de abrigo em algum momento de nossas vidas. Mas não foi de tudo isso que me fez refletir.
O que são nossas vidas? O quanto nossas atitudes ou escolhas podem afetar a vida de nossos filhos ou nossos netos?
Educação é tudo. E dependendo da mente, por mais que não se tenha atenção em casa ou qualquer outra base próxima e familiar, determinadas pessoas se tornam grandes, devida a própria determinação que já vem de si mesmo.
Porém, um ponto ainda permanece em minha mente e me leva a imaginar e refletir cada vez mais:
O quanto fatos vividos e atitudes tomadas podem ser motivos de reflexão por várias gerações mais tarde…
Entenda:
O livro se inicia relatando a vida de uma pacata família de mãe, pai e filha e irmãos em uma Hong Kong cheia de preceitos da época.
Temos o grande destaque de como a filha mais nova era insegura de si e por muitas vezes excluída de uma participação maior na família. Mantendo-se nos acontecimentos importantes, por pura obrigação em manter a boa imagem para com a sociedade da época.
Até aí, normal. Porém, breve a moça encontra um oficial da Marinha,com quem se casa de imediato. Onde acabam por levar uma vida agitada, mas feliz. Felizmente, são agraciados com dois filhos. Ambos de gravidez difícil. Porém, é a partir do nascimento, desenvolvimento e escolhas de sua filha mais nova que nossa história tem um novo início.
O que é uma vida perfeita para você?
Será que a perfeição está em ter uma mais do que boa condição financeira, viajar o mundo inteiro, ter muitas propriedades e bens. E por mais que se envolva com uma única pessoa ou com várias, do que isso vale na fase terminal de nossas vidas?
Por mais que tentemos, nem sempre conseguiremos fazer com que nossos filhos tenham a conduta que planejamos e tanto buscamos para que tivessem.
Porém, saiba que naquele momento terminal de sua vida, quando imaginar que tudo está perdido, que seus filhos não tiveram atitudes tão apropriadas e seus netos poderão ser influenciados por tais ações, uma única coisa poderá salvar todo um ciclo.
A sua própria vida. Porém agora, vista sob uma nova perspectiva. Contada e ilustrada por ninguém mais que você. Ou seu companheiro ou companheira! Que faça-se a presença…
Para ter como base?
Seu desenvolvimento, medos, expectativas e superações, felicidades e tristezas, construção de uma vida a dois, dificuldades, escolhas, erros, acertos e superações. Problemas resolvidos e não resolvidos, pequenas coisas que permanecem até hoje, mas por serem tão insignificantes e superáveis, para o tempo que estamos, deixe bem guardadinho no fundo do baú. Ou seria melhor jogar fora?
O amor salva?
Por mais que você tenha errado na vida, a sua capacidade de acertar, superar, refletir e retirar bons ensinamentos de tudo isso, serão o que te salvarão no fim. E claro, manterão a sua paz de espírito.

Autor: da redação

Cronista, locutor, universitário, apreciador assumido de R&B, POP e MPB. Respira o romance 24:00. Por isso, embarca em dois romances incompletos, os quais um dia sonha em terminar. Atualmente sustenta uma coluna pública no site Recanto das Letras, e escreve com mais liberdade em seu próprio blog. Já tentou ser músico, se aventurou em meio ao teatro, e ainda arrisca algo no meio humorístico. Adepto a produção publicitária, se descobriu locutor na maior idade, e faz disso um complemento a todo o seu trabalho. Apaixonado pela literatura antiga, mas não abre mão de obras atuais para passar o tempo, por mais que esteja constantemente garimpando por obras inspiradoras, e as encontrando. Admira escritores que se destacam em descrever com perfeição os sentimentos, e faz disso sua inspiração. Gosta de viajar, conhecer novas pessoas, se aventurar em meio a novos assuntos, se inspirar e escrever sobre tudo aquilo que tem oportunidade. Ama a vida, admira sorrisos sinceros, se dedica em ajudar em tudo que esteja ao seu alcance, e luta diariamente por um mundo melhor. Vive com todos e por todos, em uma união de equilíbrio, paz e luz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *